: Notícias
LiveZilla Live Help
Quinta, 20 Outubro 2016 12:54

Módulo IS FIT - Emissor de NFe

Sistema emissor de Nota Fiscal Eletrônica

                                                                        

Visando atender às necessidades das empresas que precisam emitir NFe e com o site gratuito da SEFAZ indisponível em 2017, a Internews sistemas criou o programa IS FIT, um módulo específico do sistema, com todas as ferramentas de emissão dos arquivos fiscais homologados, prontos para garantir o melhor desempenho nas vendas e com mensalidades que cabem facilmente no orçamento da sua empresa.

O Módulo FIT Oferece: 

  • Cadastro de clientes
  • Cadastro de fornecedores
  • Cadastro da empresa
  • Cadastro de vendedores
  • Cadastro de produtos
  • Importação de NFe usando arquivo XML
  • Emissão de NFe (Nota Fiscal Eletrônica de Produtos)
  • Emissão de NFS-e (Nota Fiscal Eletrônica de Serviços)
  • Sintegra
  • SAT CT-e
  • Emissão de Cupom Fiscal
  • Controle de entrada e saída de estoque

 

 

“Sua empresa não pode parar, não perca vendas!

A Internews Sistemas tem uma solução que atende a sua empresa.”

Solicite uma visita do consultor Internews

Telefone: (38)3216-3322

Ou envie e-mail para: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 *Conheça também outros módulos de sistemas Internews, isto pode ajudar na gestão completa da sua empresa

Quinta, 20 Outubro 2016 10:52

Fim do emissor gratuito de NFe da SEFAZ

 

 

A partir de 1º de Janeiro de 2017, a Secretaria da Fazenda do Estado de Minas Gerais irá descontinuar os emissores gratuitos da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e também do Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e), por isso, não será mais possível fazer o download dessa ferramenta.

A notícia é oficial e está disponível no Portal Oficial da SEFAZ-MG.

(Siga o link)

 

 http://portalnfe.fazenda.mg.gov.br/

 

O programa gratuito de emissão de notas é desenvolvido pela SEFAZ do Estado de São Paulo, mas é distribuído pelas secretarias estaduais de todas as unidades da federação. Negócios de todo o Brasil que precisam tirar diferentes tipos de NF-e usavam a ferramenta, além de empresas de serviços do Distrito Federal. A decisão de descontinuar o emissor gratuito foi anunciada em abril de 2016, e a recomendação é buscar outra solução o quanto antes.

 

O que a Sefaz recomenda que as empresas façam?

 

A SEFAZ-MG recomenda que os usuários que já tenham o aplicativo instalado, façam a migração para outras soluções, para darem continuidade às obrigações fiscais. A falta das emissões desses Documentos acarreta multas e penalizações para o contribuinte.

 

Outro importante detalhe a considerar: Com a migração do softer, abrirá possibilidades de melhoria no controle gerencial, utilizando ferramentas que atendem às necessidades particulares de cada empresa. A utilização voluntária das empresas no site da SEFAZ, por ter característica de digitação nos campos obrigatórios, facilita inclusive erros de cálculo em tributos, pois a interferência do usuário que é requisitada a todo instante para o preenchimento manual e repetitivo de informações.

 

Diante deste quadro, as empresas usuários do modelo gratuito devem efetivar a migração até 31/12/2016, garantindo assim um programa qualificado para emissão de NFe e CT-e, além de suporte técnico para esclarecimento de dúvidas e resolução de eventuais problemas.

 

Buscar uma solução imediatamente já garante ao usuário a implantação da sistema em tempo hábil, evitando atropelos de última hora, mediante ao aumento exponencial da demanda por conta das demais empresas

 

 

“Sua empresa não pode parar, não perca vendas!

A Internews Sistemas tem uma solução que atende a sua empresa.”

Para maiores informações: Solicite uma visita de um de nossos consultores, pelo telefone: (38)3216-3322

Ou envie e-mail para:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Quinta, 31 Março 2016 10:31

Prorrogação do CEST

Foi publicada no Diário Oficial da União dia 28/03/2016, a prorrogação da obrigatoriedade de informação do CEST (Código Especificador da Substituição Tributária).
Agora essa informação será obrigatória apenas a partir de 01/10/2016, conforme o Convênio ICMS nº 16 de 24 de março de 2016.
Nosso sistema já está adequado para enviar essa informação, logo quando chegar a data em questão já irá funcionar sem problemas.
 
Segue em anexo a página do Diário Oficial da União, além do link do mesmo: http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=28/03/2016&jornal=1&pagina=30&totalArquivos=140

Previsto para Janeiro/2016 e adiado para 01/04/2016 o Convênio icms 92, de 20 de agosto de 2015 estabelece a sistemática de uniformização e identificação das mercadorias e bens passíveis de sujeição aos regimes de substituição tributária e de antecipação de recolhimento do ICMS com o encerramento de tributação, relativos às operações subsequentes através do código CEST(Código de especificação da Substituição Tributária);

Nas operações com mercadorias ou bens listados nos Anexos I a XXVIII do convênio, o contribuinte deverá mencionar o respectivo CEST no documento fiscal que acobertar a operação, independentemente de a operação, mercadoria ou bem estarem sujeitos aos regimes de substituição tributária ou de antecipação do recolhimento do imposto.

O CEST é composto por 7 (sete) dígitos, sendo que:

  • O primeiro e o segundo correspondem ao segmento da mercadoria ou bem;
  • O terceiro ao quinto correspondem ao item de um segmento de mercadoria ou bem;
  • O sexto e o sétimo correspondem à especificação do item.

Consulte sua contabilidade para mais informações ou acesso o site https://www.confaz.fazenda.gov.br.

 

Fonte:Confaz

Quinta, 31 Dezembro 2015 10:48

Nova versão da tabela IBPT disponível

 

A versão 16.1.a da tabela IBPT, usada na geração do valor dos tributos no rodapé do cupom fiscal e nas informações da nota fiscal, já se encontra disponível no sistema.

Essas tabelas são cruciais para seguir a lei “De olho no imposto”, que exige que nos documentos fiscais exista um resumo dos impostos pagos nesse documento.

Essa versão entrará em vigor dia 01/01/2016. Entre em contato com seu representante\suporte para solicitar a atualização das tabelas.

 

 

Terça, 29 Dezembro 2015 11:54

Prorrogação do Bloco K

 

No dia 11/12/2015 foi novamente prorrogado o prazo do Livro de Registro de Controle da Produção e do Estoque (Bloco K) do SPED Fiscal. Conforme o AJUSTE SINIEF 13, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2015 publicado no Diário Oficial da União no dia 15/12/2015, “a escrituração do Livro de Registro de Controle da Produção e do Estoque será obrigatória na EFD a partir de:

 

I - 1º de janeiro de 2017:
a) para os estabelecimentos industriais classificados nas divisões 10 a 32 da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) pertencentes a  empresa com faturamento anual igual ou superior a R$300.000.000,00;
b) para os estabelecimentos industriais de empresa habilitada ao Regime Aduaneiro Especial de Entreposto Industrial sob Controle Informatizado (Recof) ou a outro regime alternativo a este;

 

II - 1º de janeiro de 2018:
Para os estabelecimentos industriais classificados nas divisões 10 a 32 da
Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) pertencentes a empresa com faturamento anual igual ou superior a R$78.000.000,00;

 

III - 1º de janeiro de 2019:
Para os demais estabelecimentos industriais; os estabelecimentos atacadistas classificados nos grupos 462 a 469 da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) e os estabelecimentos equiparados a industrial."

Fonte: Confaz

O sistema de informação gerencial vem a ser um fiel aliado ao gestor no processo de tomada de decisão. Um dos maiores desafios dos sistemas de informações é assegurar de forma confiável a qualidade e agilidade da informação que é imprescindível para as organizações e seus gestores. Tornando-se um diferencial onde o planejamento coleta e seleciona dados, levando ao nível estratégico da organização para transformá-los em informações com alto aproveitamento para a definição de estratégias, planos e metas a se atingir.

Ao longo dos anos, mais precisamente na década de 70 do século XX, surgiram os computadores nas organizações, sendo marcado como a era da informática. O computador começou a ser implantado para o controle de estoques que era com maior rigidez e rapidez, controlar o setor financeiro gerando melhorias para controle de entradas e saídas, ou seja, cada setor passou a ser controlado separadamente por computador. E com o tempo houve uma interligação entre os setores, havendo uma interação por meio de sistemas interligados por um só computador “mãe”, ligando todos os setores para facilitar a tomada de decisão por cada um.

É importante que a organização saiba definir o que é dado e informação, pois o sucesso ou o fracasso da empresa por vezes pode depender da aplicação correta desses elementos para solução de problemas na tomada de decisão. Por meio da informação os gestores conseguem identificar tanto as oportunidades quanto as ameaças que o ambiente oferece a empresa.
Segundo O’BRIEN (2004, p. 133):
Os dados são um recurso organizacional essencial que precisa ser administrado como outros importantes ativos das empresas. A maioria das organizações não conseguiria sobreviver ou ter sucesso sem dados de qualidade sobre suas operações internas e seu ambiente externo. As organizações e seus gerentes precisam praticar o gerenciamento de dados, uma atividade que aplica tecnologias de sistemas de informação como gerenciamento de banco de dados e outras ferramentas gerenciais à tarefa do administrar os dados de uma organização para atender às necessidades de informação dos usuários.

O processo de gerar informações para a tomada de decisão, através de dados coletados, processados e transformados, é chamado de sistema de informações. Os gestores precisam cada dia mais do apoio que os sistemas oferecem isso porque estes são confiáveis, ágeis e necessários, desde que bem conduzidos para sua utilização no momento da tomada de decisão.

Texto adaptado. Fonte: http://www.administradores.com.br/artigos/carreira/sig-e-sua-importancia-para-tomada-de-decisoes/26869/